Imagem: Logo Volk do Brasil
Banner: Baixe grátis o Guia de Luvas de Segurança - Aprofunde seu conhecimento sobre o vasto mundo das luvas de segurança. Banner: Baixe grátis o Guia de Luvas de Segurança - Aprofunde seu conhecimento sobre o vasto mundo das luvas de segurança.
Publicado em 11/04/2018

4 motivos para você substituir as luvas de raspa e luvas de vaqueta


Provavelmente, você sabe da importância de proteger as mãos no ambiente de trabalho, afinal, essa área do corpo é uma das mais suscetíveis aos riscos ambientais. Mas, para protegê-las, as luvas de raspa e as luvas de vaqueta podem não ser a melhor opção.

Feitas a partir do couro bovino, elas são muito utilizadas por profissionais que manuseiam materiais em atividades gerais com riscos mecânicos como abrasão, escoriação e corte. Por outro lado, elas apresentam uma série de desvantagens em relação a outros tipos de luvas, como as luvas com suporte têxtil e revestimento em látex ou luvas com suporte têxtil e revestimento nitrílico.

É sobre esse assunto que vamos falar neste post. Acompanhe o texto e veja quatro razões que explicam porque esses modelos de luvas de proteção podem ser substituídos por outros modelos.

1. Possui pouca durabilidade

Há uma lei que regulamenta o uso de Equipamentos de Segurança do Trabalho (EPIs), portanto, eles precisam não apenas serem usados constantemente como possuírem boa qualidade e resistência aos riscos ambientais associados à atividade.

As luvas de raspa e de vaqueta, por sua vez, não são muito duráveis justamente por serem de couro. Esse tipo de material resseca, descasca e deforma com muita facilidade, além de endurecerem quando há contato com líquidos, como água por exemplo ou o suor da mão do trabalhador.

A fim de garantir uma vida útil mais longa para as luvas de raspa e de vaqueta, é necessária uma série de cuidados como a hidratação frequente das fibras e a limpeza com produtos específicos, o que resultará em custos maiores e na perda de preciosos minutos.

2. Favorece o surgimento de alergias na pele

As luvas de proteção são utilizadas largamente por profissionais que desempenham funções com riscos associados às mãos. Como o EPI deve ser usado por muito tempo, é fundamental que seu material seja mais neutro para evitar o surgimento de reações alérgicas.

A alergia ou dermatite de contato ocasionada pelo couro bovino é muito comum e envolve sintomas como vermelhidão da pele, coceira extrema e descamação. Isso acontece principalmente, pelo tratamento químico que o couro recebe e que entram em contato com a pele e suor do usuário durante a atividade. Já imaginou ter que trabalhar nessas condições?

3. Não apresenta boa ventilação

Não é porque o uso de EPIs é obrigatório que ele precisa ser desconfortável. Alguns materiais, como a malha e a borracha nitrílica, conseguem aliar resistência, conforto e alta respirabilidade.

Já a luva de vaqueta, embora tenha um bom ajuste na mão, não oferece ventilação. Sem respirar, a pele fica mais suscetível ao aparecimento de fungos, alergias e irritações. Isso sem contar o desconforto devido ao calor excessivo na região e o mau cheiro. Para a luva de raspa, além da falta de ventilação, o desconforto é maior e pode afetar também, a produtividade.

4. É de difícil manutenção

Por último, a luva de vaqueta e a luva de raspa também apresentam desvantagens na manutenção. Limpar couro é um problema sério, porque esse material não pode simplesmente ser lavado. Em contrapartida, suas fibras acumulam uma grande quantidade de poeira e resíduos.

Para resolver, é necessário fazer a limpeza a seco, sem esfregar ou aplicar força e com produtos específicos para hidratar o material. Além disso, o armazenamento deve ser isolado, já que o couro pode manchar peças mais claras.

Portanto, esses tipos de luvas demandam um trabalho enorme que, normalmente, pode ser evitado ao optar por outros materiais.

Agora você já conhece algumas das principais desvantagens em utilizar as luvas de raspa e luvas de vaqueta. É claro que as atividades e os riscos de cada função devem ser analisadas caso a caso na hora de escolher os EPIs. Por exemplo para Solda, essas luvas continuam sendo uma boa opção.
Por isso, é importante ter sempre o suporte um Técnico em Segurança do Trabalho para avaliar as atividades, os riscos como também, a melhor opção para luvas de segurança.
Dessa forma, será sempre compreendido de que a luva mais barata nem sempre é a melhor solução.

Para aprender um pouco mais, baixe o nosso e-book e entenda melhor sobre a NR6 e o uso de equipamentos de proteção individual!


Últimos posts




Comentários