Imagem: Logo Volk do Brasil
Publicado em 02/06/2020

Confira 6 estratégias para vender durante a crise


como vender durante a crise

Quem tem um negócio sabe o quanto é difícil prosperar em situações adversas. Na pandemia do coronavírus, por exemplo, o fechamento repentino das lojas e a necessidade de isolamento social provocaram uma enorme queda nas vendas, obrigando algumas empresas a fecharem as portas.

Embora o momento seja desafiador, existem algumas estratégias para vender durante a crise que ajudam a renovar o fôlego e a manter o negócio vivo. Muitas delas estão relacionadas ao uso da tecnologia. Pode até parecer complicado à primeira vista, mas, com um pouco de prática, será moleza se conectar.

Continue a leitura e veja 6 dicas valiosas para você continuar prosperando mesmo em tempos de crise!

1. Utilizar as redes sociais como aliadas

As redes sociais são poderosas aliadas em processos de venda, principalmente se a gente considerar que, hoje em dia, grande parcela da população tem um perfil nas redes e se informa por ali com um simples toque no celular. No entanto, para ter uma boa presença no universo virtual, é preciso entregar conteúdos de qualidade e que correspondam às expectativas do seu público.

A experiência do usuário deve ser a melhor possível. Portanto, ao oferecer um produto nas redes, cuide para que a apresentação esteja impecável, com fotos de alta qualidade e descrições resumidas. Afinal, quase ninguém gosta de ler um "textão" na internet, certo? Mostre-se próximo de seus clientes e vá sempre direto ao ponto.

Além disso, em uma rede social, como o Instagram ou o Facebook, é essencial ter agilidade nas respostas. A busca por serviços pela internet cresceu consideravelmente nos últimos tempos, e quem está conectado quer uma resposta imediata. Portanto, assim que o consumidor fizer o primeiro contato, responda à mensagem o mais rapidamente possível.

Se você deixar para daqui a cinco minutinhos, pode acabar se distraindo em outra função e esquecer-se da resposta. Aí o cliente poderá notar que você visualizou a mensagem e não respondeu, o que gera aquele sentimento de falta de consideração. Sem falar que, quanto mais rápido você responder a um contato, maior será a chance de ele engatar uma conversa.

2. Instalar o WhatsApp Business

O WhatsApp Business é uma modalidade do já tradicional WhatsApp, porém voltado para perfis comerciais. O aplicativo está disponível para Android e iOS e facilita muito o processo comunicativo nos negócios, otimizando os pedidos e acelerando o diálogo. Na versão para empresas, existe ainda um grande diferencial: a ferramenta permite disparar mensagens de forma automática.

Isso evita aquele inconveniente de que falamos acima sobre deixar o cliente esperando. Você pode configurar o app para responder ao consumidor logo depois do primeiro contato, notificando uma eventual ausência ou dificuldade de atendê-lo naquele momento — mas informando que responderá assim que possível. Dessa maneira, evita-se o risco de perder a venda por falhas na comunicação.

3. Produzir um conteúdo relevante

Ainda falando sobre redes sociais, cuide para que sua página profissional entregue conteúdos relevantes e compatíveis com as dores do seu público-alvo. Também é importante deixar claro que está disponível para atender por meio dessas ferramentas, pois, assim, o cliente fica mais à vontade para entrar em contato.

Nesse contexto de pandemia, mantenha os consumidores informados a respeito das medidas de segurança que seu estabelecimento está tomando, como o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e a limpeza constante das instalações. Isso é importantíssimo para estimular a relação de confiança com a marca.

4. Entrar em contato com clientes já segmentados

Entre as estratégias para vender durante a crise, essa talvez seja a mais eficiente. Quando você entra em contato com os clientes já segmentados, mostra que está de prontidão para atendê-los conforme necessário. Desse modo, assim que precisarem daquele produto ou serviço, saberão imediatamente onde procurar.

Além disso, ofereça um atendimento personalizado, focado nos diferentes tipos de vendas e perfis de consumidores. Escute o que eles têm a dizer e valorize os feedbacks, pois esse retorno também é crucial para identificar eventuais gargalos e melhorar cada vez mais as suas entregas.

5. Criar promoções que chamem atenção

Sobretudo em períodos de crise, não dá para desperdiçar uma venda sequer. Por isso, é interessante criar promoções que sejam realmente atrativas para que os produtos continuem com boa saída. Faça uma análise do seu estoque e descubra quais itens estão precisando de uma “forcinha” para não ficar encalhados.

Como as pessoas estão cuidando melhor do dinheiro nesse momento, é preciso oferecer algo que seja, de fato, vantajoso para elas. Os famosos combos ou kits (do tipo leve mais por menos) são sempre ótimas opções. Ao criar a promoção, não se esqueça de utilizar as redes para divulgá-las. Entre em contato também com aqueles clientes antigos, pois, muitas vezes, é mais fácil vender para quem já comprou de você antes.

6. Investir no serviço de entrega

O delivery nunca esteve tão em alta no mercado. Antes, era comum a gente associar esse tipo de serviço somente aos restaurantes e às demais empresas do ramo alimentício. Mas, na verdade, trata-se de um segmento bastante diversificado, representando oportunidades extras de vendas para farmácias, lavanderias, petshops, lojas de roupa, supermercados, entre tantos outros setores.

O delivery está com tudo até mesmo para quem oferece serviços e não produtos em si, como salões de beleza e clínicas de estética. Profissionais que atendiam em estabelecimentos fixos agora estão se deslocando até a casa dos clientes para atendê-los na comodidade do lar. Mas atenção: cuide para manter a qualidade da entrega para não decepcionar seu cliente.

Por último, mas não menos importante, tente manter um pensamento otimista e procure focar as soluções para a sua empresa, não os problemas. Quando você se preocupa demais com o problema, aquilo consome sua energia e atrasa a tomada de decisões positivas que poderiam impulsionar o negócio nesse período, como as ações promocionais e a criação dos novos canais de atendimento.

Portanto, o segredo é manter uma atitude mental positiva e não se desesperar. Foque essas estratégias para vender durante a crise e, antes mesmo do que você espera, já alcançará os melhores resultados!

Gostou do post? Então, aproveite e compartilhe essas dicas com seus amigos da rede!


Últimos posts