Imagem: Logo Volk do Brasil
Publicado em 15/05/2019

Conheça os riscos ocupacionais e perigos nas plataformas petrolíferas


Atualizado em 25/05/2020.

Seja no setor automobilístico, seja no alimentício, o ambiente de trabalho nas indústrias no Brasil infelizmente é um dos mais perigosos do mundo. Nesse contexto, cabe destacar alguns postos de trabalho que necessitam de mais atenção no quesito segurança, como é o caso do ramo petroleiro. Dessa forma, é preciso falar sobre os riscos ocupacionais em plataformas petrolíferas.

Além dos riscos ocupacionais e de perigos comuns, identificados nas indústrias de modo geral, há outras ameaças que são específicas para quem atua em plataformas petrolíferas. Isso porque esse é um serviço executado em alto-mar, o que automaticamente demanda medidas próprias de prevenção e segurança. 

Sendo assim, confira mais sobre a segurança do trabalho na indústria petrolífera. Boa leitura!

Os trabalhos em plataformas petrolíferas

O petróleo é um combustível de origem fóssil, ou seja, é gerado a partir de processos totalmente naturais (essencialmente por meio da decomposição de organismos mortos soterrados).

Por isso, há petróleo sendo extraído em terra firme, porém, como a natureza de origem marinha é bem superior em relação à terrestre, as grandes reservas de petróleo são encontradas em alto mar, a vários quilômetros do litoral. Assim, existem diversas plataformas petrolíferas espalhadas pelos oceanos de todo o mundo.

As plataformas petrolíferas

Por estar em alto mar em muitas ocasiões, consequentemente, o trabalho de extração/bombeamento/processamento de petróleo requer uma engenharia de altíssima tecnologia. Isso porque há plataformas que são capazes de realizar atividades tanto de perfuração quanto de refinamento da substância.

Vale destacar também que, além de fazer todas essas atividades, uma plataforma de petróleo deve igualmente se manter erguida e estável de forma segura, isto é, entregando boas condições estruturais.

Desse modo, por conseguir reunir complexas atividades petrolíferas com conceitos de engenharia civil (presentes na sua edificação), uma plataforma de petróleo é caracterizada pela utilização de avançadas técnicas de engenharia, o que implica, nesse caso, maiores cuidados com a segurança do trabalho.

A segurança dos colaboradores nas plataformas de petróleo

Engana-se quem acha que apenas profissionais relacionados à engenharia atuam em plataformas. Há colaboradores da área de hotelaria, mergulho, saúde, química etc. Assim, por mais que os campos de atuação dessas áreas sejam completamente distintos, todos os funcionários necessitam passar por idênticos treinamentos de segurança do trabalho. 

Exemplificando, um engenheiro mecânico recebe a mesma capacitação de segurança que um químico, sendo ambos treinados para que tomem as melhores decisões quando expostos aos riscos de trabalho.

Os 4 perigos e riscos ocupacionais em plataformas petrolíferas

Inicialmente, é interessante definir a diferença entre riscos e perigos em um ambiente de trabalho. Atuar em um local de risco remete a postos de trabalho que expõem seus colaboradores a agentes físicos, químicos e biológicos, que podem ser nocivos à saúde. 

Entretanto, nesse caso, todos esses agentes já foram previamente analisados e, consequentemente, não representam perigos para os colaboradores, já que as medidas de segurança cabíveis estão sendo corretamente executadas.

O perigo no trabalho ocorre em atividades em que os riscos/ameaças ocupacionais, até então, não foram identificados adequadamente (ou foram negligenciados intencionalmente), implicando situações nas quais o colaborador realiza o trabalho colocando em risco sua saúde e seu conforto.

Sendo assim, o ideal é garantir que todos os riscos sejam previamente catalogados, para que não surjam casos de perigo e, consequentemente, chances de ocorrer um acidente de trabalho. 

1. Incêndio

Sem dúvidas, é a principal ameaça para uma plataforma petrolífera. Isso porque, além de representar graves perigos para os colaboradores, também é capaz de destruir por completo a estrutura.

Desse modo, toda plataforma segue um rigoroso protocolo contra incêndios, já que os mais famosos acidentes de trabalho nesses ambientes estão relacionados com o fogo.

2. Vazamento de gases

O processo de refinamento do petróleo funciona basicamente por meio da elevação de sua temperatura (separando as suas moléculas e aumentando o seu grau de pureza).

O problema é que esse procedimento gera muitos gases tóxicos e inflamáveis, o que obrigatoriamente exige o planejamento de uma elaborada rede de encanamento, para que os fluidos gasosos sejam devidamente processados e não ocorram vazamentos.

3. Exposição solar

Há muitas atividades nesse ambiente de trabalho que são executadas na superfície da plataforma, ou até mesmo no próprio mar. Isso pode implicar uma exposição solar elevada, demandando obrigatoriamente a utilização de EPIs para que os riscos sejam minimizados.

4. Explosões

Uma vez que é possível que haja problemas com vazamentos de gás, bem como a perda do controle da pressão do fluido encanado (seja ele o próprio petróleo, seja ele o gás do refinamento), a ameaça de explosão torna-se iminente. Nesse contexto, não é raro encontrar exemplos de plataformas petrolíferas que sofreram com explosões.

Como minimizar os riscos ocupacionais nas plataformas de petróleo?

Mesmo com a presença de vários riscos ocupacionais nas plataformas de petróleo, é possível adotar medidas preventivas para que eles sejam minimizados. Veja algumas delas!

Utilizar Equipamentos de Proteção Individual (EPI)

Como praticamente todas as atividades executadas em uma plataforma oferecem riscos de trabalho, a utilização do EPI pelos colaboradores é essencial para a garantia da segurança.

Cabe destacar que o uso do EPI, além de assegurar a saúde do funcionário, também reflete no conforto durante o desempenho das tarefas, ou seja, favorece a produtividade. 

Realizar a Análise Preliminar de Risco

É extremamente importante que a administração da plataforma de petróleo, antes de receber colaboradores, saiba com precisão quais são os riscos de trabalho presentes. Esse conhecimento só é possível por meio da realização da Análise Preliminar de Risco.

Capacitar a equipe de trabalho

Buscar treinar a equipe é muito importante para a redução do número de acidentes de trabalho. Isso porque é a partir dessa capacitação que os colaboradores aprendem a utilizar corretamente o EPI, por exemplo, bem como entendem a forma de tomar as melhores decisões em situações nas quais há a perda de controle dos riscos.

Os 4 EPIs para proteção nas plataformas petrolíferas

Para minimizar os riscos ocupacionais nas plataformas petrolíferas, um dos principais recursos da Segurança do Trabalho é a seleção de equipamentos de proteção individual capazes de mitigar ou minimizar acidentes. Abaixo, você conferirá aqueles que não podem faltar no seu checklist de EPI.

1. Capacete

Para proteger os seus colaboradores de objetos suspensos que podem se desprender da plataforma, bem como de quedas provocadas pela movimentação no espaço da petrolífera, o capacete é um equipamento de proteção individual fundamental. Entre os modelos apropriados para contornar os riscos ocupacionais em plataformas petrolíferas, o mais recomendado é o capacete com jugular.

Esses capacetes contam com uma tira que permite que eles se afixem com facilidade à cabeça do usuário, garantindo níveis de proteção maiores. Isso é importante porque o trabalho em plataforma raramente é estático e movimentos bruscos e intensos podem fazer com que um capacete sem jugular caia.

Na hora de buscar modelos de capacete para a sua equipe, priorize aqueles que oferecem tanto resistência quanto conforto. As chances de eles serem utilizados corretamente pelos colaboradores aumentam quando esses fatores são levados em conta.

2. Luvas de proteção

Luvas de proteção também são muito importantes para reduzir os riscos ocupacionais em plataformas petrolíferas. Nas plataformas, os equipamentos mais utilizados são as luvas com revestimento. 

Essas luvas são capazes de proteger os colaboradores de cortes e de contato com produtos químicos nocivos. Alguns modelos especiais contam com a capacidade de minimizar o impacto e evitar que acidentes comuns causem fraturas ou dano permanente.

Assim como os capacetes, as luvas devem ser confortáveis. Isso permitirá que os colaboradores continuem executando todas as suas funções sem removê-las ao longo da jornada de trabalho.

Faça a medição adequada dos tamanhos de luvas. Para encontrar o modelo mais confortável, experimente algumas opções do mercado e ouça a opinião dos seus colaboradores.

3. Respirador

Os produtos químicos que são encontrados nas plataformas de petróleo não oferecem risco de corrosão. Eles também geram gases e fumaças que podem prejudicar a capacidade respiratória dos seus funcionários em curto, médio e longo prazo, causando problemas que vão desde alergias à insuficiência respiratória ou intoxicação.

O contato com esses químicos pode ser minimizado com o uso de respiradores. Os respiradores são EPIs que filtram os gases e partículas contidos no ar de um determinado ambiente para que eles não entrem em contato com o sistema respiratório.

O uso desse EPI é indispensável para minimizar os riscos ocupacionais nas plataformas petrolíferas e garantir menores incidências de absenteísmo e afastamentos por problemas de saúde.

4. Protetor auricular

Outros equipamentos de proteção individual essenciais para o trabalho nas plataformas de petróleo são os protetores auriculares. Os equipamentos das petrolíferas são bastante ruidosos e o tráfego de navios e de outras embarcações próximos à plataforma aumenta ainda mais os decibéis percebidos nesses locais.

A audição é um dos nossos sentidos mais sensíveis e pode ser prejudicada por qualquer barulho acima de 80dB. A exposição continuada a esses ruídos é o suficiente para causar perda de audição temporária ou permanente, por isso, minimizar esse risco é uma das prioridades da Segurança do Trabalho.

Há, no mercado, muitas variações de protetores auriculares, desde aqueles que são descartáveis e inseridos no canal auditivo pelo colaborador até os de concha, em formato similar ao de um fone de ouvido. Para identificar o mais adequado para os seus colaboradores, faça a medição dos decibéis na plataforma e informe o seu fornecedor de EPI dos valores obtidos.

Após analisar todas as medidas de segurança mencionadas, é fácil perceber a real importância em adotá-las. Os riscos serão minimizados, e os perigos nas plataformas petrolíferas, consequentemente, surgirão com uma frequência menor a partir da combinação do uso de equipamento de proteção individual e de outras medidas preventivas.

E aí, gostou de conhecer melhor os riscos ocupacionais em plataformas petrolíferas? Confira agora mesmo os produtos que podem ajudá-lo a proteger os seus trabalhadores nessa situação!


Últimos posts