Imagem: Logo Volk do Brasil
Banner: Baixe grátis o Guia de Luvas de Segurança - Aprofunde seu conhecimento sobre o vasto mundo das luvas de segurança. Banner: Baixe grátis o Guia de Luvas de Segurança - Aprofunde seu conhecimento sobre o vasto mundo das luvas de segurança.
Publicado em 23/02/2017

O que considerar na hora de definir a segurança de eventos?


A segurança de eventos é um item que merece toda a atenção. Garantir que tudo corra bem e sem imprevistos pode parecer simples, mas não é. 

A proteção das pessoas precisa ser vista com muita seriedade. O bom mesmo é adotar medidas emergenciais e investir em equipamentos de segurança para evitar surpresas desagradáveis. 

Pensando em ajudá-lo, apresentamos neste artigo alguns pontos que não podem passar despercebidos para que seu evento esteja realmente protegido. Confira!

Vistoria do local

Para garantir que tudo esteja seguro, comece verificando o local. Fazer uma vistoria é o primeiro passo para atestar que tudo corra bem e sem riscos para as pessoas.

Verifique se o espaço cumpre as exigências básicas de segurança, como se tem extintores de incêndio em locais adequados. Já que são equipamentos obrigatórios em todo estabelecimento, não podem ficar de fora da vistoria.

Além disso, devem também estar com a perícia em dia. Exija os documentos de comprovação e verifique se as certificações da prefeitura e do Corpo de Bombeiros estão afixadas em locais visíveis.

Contratação de assistência médica

É importante que toda festa ou comemoração, principalmente aquelas que concentram muitas pessoas, contem com o apoio de uma equipe médica com postos e ambulâncias no local.

Mesmo que tudo tenha sido planejado para nada sair errado, imprevistos podem acontecer, como possíveis acidentes e pessoas que necessitem de socorro médico. Sendo assim, providencie a presença de uma equipe capacitada e treinada para agir quando necessário.

Conselho Federal de Medicina (CFM) já até estabeleceu regras sobre a atuação de equipes médicas em grandes eventos. A Resolução CFM nº 2.012/2013, estabelece que toda organizadora de eventos que necessite contratar assistência médica deve se inscrever no Conselho Regional de Medicina (CRM) com o diretor técnico médico e corpo clínico.

Sinalização e saídas de emergência

Um dos itens que não pode faltar para assegurar a proteção de qualquer evento é a presença e sinalização das saídas de emergência. 

Qualquer lugar usado para realizar comemorações e festas precisa contar não só com extintores de incêndio, mas também com rotas de fuga que, inclusive, precisam ser proporcionais ao tamanho e objetivo do empreendimento. 

A sinalização de segurança é regulamentada pela norma NR 26, que garante a sua eficiência e dispõe sobre outras informações, como cores utilizadas, posicionamento das placas, rotulagem, etc. As portas das saídas de emergência devem estar em áreas de fácil acesso, ter sistema de abertura e não podem ser feitas com material inflamável. 

Alguns exemplos de sinalização que podemos citar são:

  • placas de indicação de EPIs;
  • pictogramas;
  • placas de identificação de extintores e mangueiras;
  • placas com rotas de fuga;
  • placas de proibido fumar.

E, para finalizar, não podem faltar os alarmes de incêndio com detector de fumaça. Junto com as outras medidas de proteção que citamos nesse texto, eles vão garantir um evento tranquilo e provar que os organizadores realmente se preocupam com seu público.

Percebeu como a segurança é um fator indispensável para garantir que tudo aconteça sem nenhum transtorno? Então, já que você gostou de saber sobre segurança de eventos, assine nossa newsletter e receba mais conteúdos como esse no seu e-mail.


Últimos posts




Comentários