Imagem: Logo Volk do Brasil
Publicado em 31/01/2020

Saiba mais sobre a higienização e conservação de EPI




Que tal ouvir este artigo? Experimente no player abaixo.

Por que a higienização e conservação de EPI é tão importante? Empresas que utilizam equipamentos de proteção individual devem estar atentas para como eles são guardados pelos colaboradores. Durante os treinamentos de EPI, falar sobre higienização é uma maneira de conscientizar os seus profissionais para a importância de manter limpos os equipamentos para que eles durem tanto quanto possível.

Neste artigo, mostramos como a higienização e a conservação de EPI's devem ser feitas e por que elas são tão importantes. Descubra!

Por que higienizar meus EPI's?

A melhor maneira de entender por que é tão importante higienizar equipamentos de proteção individual é vendo como essa prática traz benefícios para o dia a dia. Confira, nos tópicos abaixo, por que é tão importante higienizar EPI's.

Reduz os riscos de contaminação

Um EPI sujo é um risco para você e para sua equipe. Algumas das bactérias capazes de crescer nos equipamentos de proteção individual, quando eles não são devidamente higienizados, são nocivas para a saúde e podem causar desde uma simples alergia até uma doença grave.

Os equipamentos de proteção devem servir como uma barreira entre o profissional e doenças ocupacionais. Portanto, ele deve estar sempre higienizado para não oferecer um risco extra para quem trabalha na empresa.

Garante a durabilidade do produto

Outro ponto importante a favor da higienização de EPI é que ela ajuda a conservar as suas peças por mais tempo. Itens de alto valor agregado, como capacetes e máscaras, custam bastante dinheiro para as empresas e quanto menos elas precisarem substituí-los melhor. Manter esses equipamentos de proteção limpos todos os dias faz com que eles durem por mais tempo e permaneçam com o mesmo nível de proteção que no dia em que foram adquiridos.

Evita o descarte de EPI's

O descarte de EPI's segue algumas regras específicas para sólidos industriais e deve ser feito com bastante atenção. Por isso, todas as ações que visam evitar a troca desnecessária de EPI's e o dano voluntário a esses equipamentos de proteção é uma maneira de poupar tempo e esforços necessários para o descarte adequado desses materiais. 

Além disso, EPI's limpos e conservados são mais confortáveis para o usuário e aumentam a sua qualidade de vida. Por isso, sempre que usar um equipamento de proteção individual, preocupe-se com como ele será higienizado e armazenado a fim de aumentar sua durabilidade e eficácia.

Como conservar e higienizar o EPI?

Agora que você já sabe quais são os principais benefícios obtidos na conservação e higienização de EPI é hora de aprender como manter os seus equipamentos em sua melhor forma. Confira as dicas abaixo e descubra como garantir a durabilidade dos equipamentos de proteção individual.

Lave os EPI's da sua empresa

Grande parte dos equipamentos de proteção individual são feitos em material lavável e precisam ser limpos ao fim de cada uso, para que não sofram danos a longo prazo. A limpeza dos equipamentos geralmente é feita com água e sabão neutro, mas alguns deles podem ter instruções específicas e produtos recomendados para garantir que as camadas de proteção do material se mantenham intactas.

Essa lavagem impede que poeira e produtos químicos fiquem em contato com o equipamento de proteção por longos períodos, corroendo ou criando atrito entre o EPI e o local onde ele é armazenado. Isso reduz as chances do equipamento ser danificado enquanto não é utilizado.

Fique atento: nem todo EPI é lavável e alguns deles precisam ser descartados após o uso. Confira com o fabricante, fornecedor ou na etiqueta do seu produto qual é a melhor maneira de limpá-lo e lembre-se de evitar qualquer produto corrosivo ou abrasivo na hora de higienizar o material.

Seque o equipamento adequadamente

Lavar o seu EPI é apenas o primeiro passo: a maneira como você o seca ou o deixa secar faz também grande diferença no tempo que ele dura e na capacidade que terá de protegê-lo. Itens como óculos, por exemplo, não devem ser secos com papel. Isso evita que o atrito desse material nas lentes crie arranhões na superfície do equipamento de proteção individual.

Outros EPI's, como capacetes, máscaras de respiração e luvas reutilizáveis (como as feitas de fios sintéticos ou as luvas com fios resistentes a corte) devem ser higienizados e secados a sombra. A exposição ao sol, por longos períodos, ou a qualquer fonte de calor intenso danifica os equipamentos de proteção individual, levando a rachaduras e ressecamentos que tornam o profissional vulnerável ao utilizá-lo.

Cuidado nunca é demais, portanto, mesmo se seguir essas instruções a risca lembre-se de verificar cada equipamento de proteção antes de utilizá-lo e de substituir todos os itens que apresentem anomalias imediatamente.

Outro ponto importante que os utilizadores de EPI devem se lembrar é de nunca guardar o equipamento molhado. Isso pode mofar o seu produto e, consequentemente, expô-lo a bactérias e fungos que são prejudiciais à saúde.

Armazene os EPI's corretamente

Tão importante quanto higienizar um EPI é armazená-lo de forma correta. O ideal é sempre guardá-los na caixa em que vieram, se você ainda a tiver disponível, mas caso isso não seja possível procure lugares onde eles não ficarão expostos à luz solar, que não sejam altos demais, para que uma queda represente quebra e perda do material, e onde tenha uma superfície lisa.

Superfícies com muito atrito são o suficiente para, após um certo tempo, causar rachaduras e arranhões que reduzem a eficácia dos seus equipamentos de proteção individual.

Proteja os calçados de segurança

Os calçados de segurança são alguns dos EPI's que mais sofrem com o uso no dia a dia, mas eles não devem ser lavados como os outros itens dessa lista. Uma fina camada de pó anticéptico e a exposição do produto ao ar, na sombra, são as maneiras mais recomendadas de mantê-lo higienizado e limpo. A cada 15 dias, porém, você pode lavá-los como faria com um calçado normal e deixá-los secar a sombra.

Limpar e higienizar os equipamentos de proteção individual é, segundo as normas que regulamentam o uso desses itens, uma obrigação do colaborador. Cabe a ele garantir a conservação dos EPI's e fazer bom uso desses equipamentos. Portanto, fique atento às dicas que aprendeu aqui e comece a colocá-las em prática quanto antes. Elas são tão importantes para a sua segurança quanto o uso de EPI.

E aí, gostou de entender mais sobre higienização e conservação de EPI? Continue aprendendo a confira 6 tipos específicos de EPIs para produtos químicos!


Últimos posts