A importância das mãos

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Que tal ouvir esse artigo? Experimente no player abaixo!

Certamente você conhece a importância das mãos na rotina e nas tarefas diárias, porém, nem sempre, toma os devidos cuidados para evitar acidentes, certo?

A mão humana é constituída por um complexo conjunto de ossos, e por isso é considerada — depois do cérebro —, o órgão que realiza as tarefas mais elaboradas no corpo humano.

Os dedos compridos e o polegar oposto aos outros dedos é o que tornam as mãos uma parte única do nosso corpo, permitindo-nos, por meio do tato, manusear objetos, determinar temperaturas, texturas e até o nível de rigidez daquilo que tocamos.

Quer saber um pouco mais sobre a importância desse membro do nosso corpo? Continue lendo o post!

Todo cuidado é pouco com as mãos 

As mãos são comprovadamente, segundo o anuário do Ministério da Previdência Social, as partes do corpo mais atingidas em acidentes — domésticos ou de trabalho.

Essas eventualidades vão de pequenas escoriações a lesões incapacitantes que ocasionam perda de movimentos das mãos/dedos, amputações, queimaduras severas, entre outros. 

Na maioria dos casos, o tratamento e a recuperação das lesões sofridas são dolorosos, caros, demorados e, em muitas vezes, não alcançam total sucesso. Além disso, em casos que demandam próteses, há de se ter consciência de que as mesmas têm como maior função reparar danos visuais e não funcionais. 

Soberana como “ferramenta de trabalho”, as mãos podem executar diversas atividades como: 

  • acionar interruptores; 
  • abrir válvulas e torneiras; 
  • abotoar camisas; 
  • cumprimentar pessoas; 
  • segurar peças de diversos formatos e pesos; 
  • manusear equipamentos eletrônicos e muito mais. 

Causas mais comuns de acidentes com as mãos 

Na maior parte dos casos, acidentes envolvendo as mãos acontecem devido à falta de atenção e, principalmente, à falta de cuidado com orientações e procedimentos de segurança. Veja abaixo uma lista com as principais causas:

  • não atentar-se às normas de segurança; 
  • realizar práticas arriscadas para determinados ambientes; 
  • existência de condições inseguras de atividade — riscos não controlados; 
  • falta de atenção às atividades; 
  • uso de ferramentas não adequadas e/ou defeituosas; 
  • não uso ou uso inadequado de EPIs. 

Prevenir é o melhor caminho para evitar acidentes 

A prevenção sempre foi — e sempre será! — o melhor caminho na luta contra os acidentes. A segurança do trabalho deve estar em constante alerta sobre as possíveis fontes de eventualidades desse tipo.

Treinamentos frequentes, uso correto de EPI’s, boa sinalização e conhecimento dos maquinários e equipamentos são essenciais para a prevenção dessas ocorrências. 

Abaixo, algumas dicas de como prevenir acidentes

  • identifique os riscos da atividade; 
  • verifique as medidas adequadas de proteção aos riscos identificados; 
  • inspecione os materiais de trabalho regularmente (por turno); 
  • utilize os EPI’s adequados aos riscos, conforme indicados pelo SESMT
  • respeite as normas e práticas de segurança. 

Principais fontes de perigo para as mãos 

É sabida a importância das mãos para a realização de qualquer trabalho, por isso, se torna imprescindível alguns cuidados especiais com a proteção do membro durante a execução de tarefas, ainda que em uso dos devidos EPI’s. 

Anéis, jóias, pulseiras e roupas largas  

Esses acessórios não podem jamais passar despercebidos diante de equipamentos como polias e engrenagens. Os itens podem ser extremamente perigosos, pois correm o risco de enroscarem no maquinário e puxar a vítima para seu interior, o que pode resultar — na pior das hipóteses — em morte. 

Pontos de enrascamento 

São espaços entre alguns componentes de máquinas, como polias e engrenagens. É extremamente importante alertar o funcionário a jamais colocar as mãos nesse tipo de local, mesmo que a máquina esteja parada no momento. Assim, para qualquer necessidade semelhante, é preciso ter a certeza de que o equipamento esteja desligado.

Pontos com altas temperaturas 

A importância das mãos para o trabalho envolve também tarefas em diferentes temperaturas, e, assim com as demais, é importante tomar as precauções necessárias.

Equipamentos com tubulações de vapor, motores e máquinas de solda, devem sempre ser operadas com luvas específicas para proteção contra o calor. 

Máquinas com ligamento automático 

A atenção deve ser redobrada ao manusear equipamentos que possuem operação automática, pois alguns modelos aparentam estar desligados e é extremamente perigoso operá-los sem as instruções de segurança. 

Para reforçar, um checklist dos principais cuidados com as mãos: 

  • utilize a luva adequada à realização das atividades; 
  • não utilize adornos como alianças, relógios, pulseiras, etc.; 
  • use a luva do tamanho correto para sua mão; 
  • verifique se as luvas estão em condições de uso; 

As luvas sozinhas não evitam acidentes, portanto faça a sua parte tendo sempre atenção e cautela no desenvolvimento de atividades manuais.

A importância do uso correto dos EPI’s 

O uso correto de EPI’s indicados para cada tarefa é fundamental para manter a saúde e segurança das mãos do trabalhador.

É papel obrigatório para a Segurança do Trabalho, conferir e fiscalizar o uso dos equipamentos de proteção por parte dos funcionários, assim como, estudar e localizar, frequentemente, possíveis riscos de acidentes no ambiente profissional. 

Outro ponto importante, é saber manter e conservar os equipamentos de segurança afim de mantê-los úteis e eficazes para a realização das tarefas.

Da mesma forma, os EPI’s devem possuir certificado de qualidade do órgão competente, conforme determinação do Ministério do Trabalho.

Os principais prejuízos decorrentes de acidentes com as mãos 

Ter consciência da importância das mãos para o trabalho envolve alguns cuidados para prevenir acidentes que, muitas vezes, resultam em enormes prejuízos para a rotina laborativa do profissional. 

A invalidez, por exemplo, é uma consequência comum em acidentes com as mãos e tem como efeito a dificuldade para ingressar no mercado de trabalho posteriormente ou mesmo ser promovido na empresa.

Além disso, quando há um acidente grave com as mãos, a pessoa, invariavelmente passa a ter dificuldade para realizar tarefas manuais e tem que aprender a lidar com a limitação dos movimentos. Fora isso, haverá também uma certa perda do tato e dificuldade para realizar atividades de lazer e esportes.

O surgimento de problemas psicológicos também é comum, e nasce, principalmente, pela necessidade de dependência de outras pessoas para alimentação, vestimenta e higiene pessoal.

Todos estamos suscetíveis a acidentes — seja no trabalho ou na rotina de casa —, porém é totalmente possível nos prevenirmos na maior parte dos casos.

A importância das mãos em nossas vidas é algo a ser preservado, e cada cuidado com segurança é extremamente importante. Por isso, é nossa responsabilidade cuidar e prevenir a cada dia de trabalho.

Achou este post útil? Sua empresa valoriza a segurança de seus trabalhadores? Então, entre em contato conosco agora mesmo e conheça as soluções que temos para você!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se para receber notícias sobre Segurança e Saúde no Trabalho.
É GRÁTIS!

Mais Posts