Luvas de proteção: quais são os principais riscos associados ao uso?

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Todo mundo sabe da importância do uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual) para a segurança do trabalhador. Um dos equipamentos é a luva de proteção, obrigatória ou recomendada para diferentes funções da indústria.

Mas você sabia que a luva, mesmo sendo indispensável, pode trazer riscos para a saúde e segurança de um funcionário? Isso acontece quando se usa uma luva de proteção inadequada para determinada atividade ou ambiente de trabalho. Portanto, é de extrema importância que o técnico em segurança do trabalho esteja atento a isso, escolhendo produtos de qualidade e desenvolvidos especificamente para determinada função.

Escolha a luva de proteção correta

As luvas oferecem segurança ao manuseio e, dessa forma, protegem as mãos e punhos em diferentes situações: alta e baixa temperatura, solda, cortes, perfurações, agentes mecânicos, químicos e biológicos, choques elétricos, dentre outras. Podem ser descartáveis ou reutilizáveis de acordo com sua indicação de uso.

Por isso, as luvas de proteção devem ter a tecnologia, espessura, resistência e matéria-prima adequada para cada atividade, bem como o tamanho correto para a mão do trabalhador. Além da proteção a acidentes, o item deve garantir conforto, precisão e proporcionar alta performance no trabalho a ser executado.

Modelos de luvas de proteção

São inúmeros modelos de luvas de proteção com usos específicos. Podemos citar luvas resistentes a cortes industriais ou alimentícios, antivibração, isolante de borracha (protege contra choques elétricos), nitrílica (protege contra agentes químicos, solventes) e com proteção térmica (altas e baixas temperaturas). Há ainda luvas de malha, PVC, algodão, neoprene, dentre muitas outras.

Verifique se há riscos para a saúde do trabalhador

A escolha da luva de proteção errada pode acarretar uma série de problemas de saúde ao trabalhador. Esteja atento e veja se não é o caso de trocar o modelo do produto, escolhendo um de maior qualidade para a segurança e eficácia da sua equipe.

Alergias

As luvas de borracha natural podem causar alergias. Luvas feitas com outros materiais também podem ser a causa de dermatites. Irritações de pele ou problemas mais severos são causadas pelo contato da pele com a matéria prima da luva ou com o pó (em geral amido) que ajuda na hora de vestir o produto. O pó também pode ressecar a pele ou ainda acarretar problemas respiratórios, principalmente em asmáticos.

Se algum funcionário estiver sofrendo com algum problema de pele ou respiratório, é necessário trocar o modelo da luva de proteção ou ainda, escolher as opções do produto sem o pó.

Lesões musculares

Além de trazer proteção, a luva precisa permitir a liberdade de movimento para o trabalho que está sendo executado. Assim, o produto deve apresentar a aderência e sensibilidade tátil adequada para que o trabalhador não imprima uma força desnecessária na atividade, o que pode levar a lesões, como tendinites, bursites e síndrome do túnel do carpo.

Tamanho das luvas

É importante utilizar as luvas no tamanho adequado à mão do usuário. Se ela ficar folgada demais, reduzirá a destreza e o usuário terá dificuldades em pegar e manipular objetos, exigindo mais força e correndo o risco da luva enroscar em alguma máquina. Se ela ficar apertada, o usuário terá dificuldades de movimentação e poderá obstruir o fluxo sanguíneo. Além disso, a luva ficará tensionada e possivelmente terá a sua vida útil reduzida.

Considere a relação custo-benefício do produto

No mercado a variação do preço das luvas de segurança é grande. Porém, fazer a compra de EPIs baseado apenas no preço pode ser um perigo, além de trazer prejuízos pela substituição constante desse item. É obrigatório ainda que o produto apresente o Certificado de Aprovação (CA) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Escolha fabricantes que desenvolvam tecnologia específica para cada modelo de luva de proteção. Além de garantir a segurança de seus funcionários, você vai se surpreender com a relação custo-benefício.

O nosso conteúdo sobre luvas de proteção foi útil para você? Aprofunde seus conhecimentos sobre elas, baixando o nosso ebook: Guia de Luvas de Segurança!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se para receber notícias sobre Segurança e Saúde no Trabalho.
É GRÁTIS!

Mais Posts