Evolução das luvas de segurança: como chegamos aos modelos de hoje?

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Evolução das luvas de segurança: você sabe como esse EPI se tornou um dos mais importantes para a proteção dos colaboradores? A história dos equipamentos de proteção individual é uma que frequentemente se confunde com a história da Revolução Industrial. Afinal, foi a partir da industrialização que conceitos como segurança do trabalho se popularizaram a tomaram a relevância que hoje têm.

Todavia, a história das luvas começa um pouco antes, no século XIX, e associada a outra importante revolução que mudou a maneira como entendemos o mundo: a descoberta da microbiologia.

Quer entender melhor a evolução das luvas de segurança e como esse EPI se tornou tão importante quanto hoje é? Continue a leitura!

Qual a história das luvas de segurança?

Foi no século XIX, quando Joseph Lister, um cientista de Glasgow, introduziu as técnicas de anti-sepsia nos procedimentos cirúrgicos que o conceito da luva foi inventado. Ali, cientistas começaram a questionar teorias miasmática e entraram em contato com trabalhos relevantes em microbiologia de outros pares como Pasteur e Crooks, traçando pela primeira vez a relação entre os micróbios e putrefação.

O primeiro passo para combater esse problema foi o uso do Ácido Carbólico a 5% (fenol) na lavagem (assepsia) de feridas e durante as operações, além da aplicação da substância nas mãos. Todavia, a técnica logo se mostrou inconveniente, já que gerava vermelhidão e eczemas (dermatites) nas mãos dos cirurgiões.

Foi então que William Steward Halsted, de Baltimore, encomendou a Goodyear (a fabricante de pneus) a confecção de luvas finas de borracha para proteger as mãos de uma enfermeira de quem gostava. Ali nasceu a luva de segurança.

As luvas eram muito similares às usadas por anatomistas, mas mais finas para não atrapalharem os movimentos. Elas eram esterilizadas com vapor de água e utilizadas em diversos procedimentos, inclusive os cirúrgicos.

Como os modelos de luva de segurança evoluíram ao longo dos anos?

A primeira luva foi feita em borracha, mas ao longo dos anos, outros materiais começaram a ser explorados para a confecção desse EPI. Hoje o mercado conta com luvas de vinil, luvas nitrílicas, luvas de malha, luvas de lona, luvas de PVC, entre outros materiais que conferem proteção específica para quem está utilizando.

Nos tópicos abaixo, conferimos como alguns desses materiais que impactam a capacidade de uma luva de proteger o seu utilizador e que propriedades eles têm. Confira!

Luva nitrílica

A luva nitrílica é feita de nitrila, um material de alta resistência química e mecânica. Essas luvas são livres de proteínas do látex, que causam alergia em alguns utilizadores.

Luva de vinil

A luva de vinil é ideal para procedimentos não cirúrgicos e é bastante utilizada nos consultórios médicos e odontológicos. Feita em 100% vinil, ela também é livre de proteínas do látex e, geralmente, é feita para ser descartada após uso único. Essas luvas têm ótimo custo-benefício e mantêm a sensibilidade tátil do utilizador.

Luvas de malha (Luvas banhadas com suporte têxtil)

As luvas de malha são luvas de segurança utilizadas pela sua grande resistência mecânica. A combinação do suporte têxtil com o revestimento (banho), podem proporcionar excelente aderência e resistência a produtos químicos e abrasivos, dependendo da proposta tecnológica de cada modelo.

Além disso, por serem laváveis e reutilizáveis, esse modelo de luvas tem um ciclo de vida maior e custa menos para as empresas que a utilizam, substituindo bem modelos feitos em materiais como raspa e vaqueta.

Pirâmide Evolução das Luvas de Segurança
Pirâmide Evolução das Luvas de Segurança – Volk do Brasil

Como escolher uma luva de segurança?

E aí, o que achou de conhecer a história da evolução das luvas de segurança? Agora que você já sabe como elas vieram a se tornar esse importante equipamento de proteção individual utilizado em todo o mundo é hora de entender tudo o que você precisa saber para escolher luvas de segurança com sucesso.

Confira, nos tópicos abaixo, as orientações que não podem faltar na hora de identificar o melhor EPI para a sua equipe.

Avalie os riscos do ambiente de trabalho

Existem milhares de modelos de luva de segurança, feitos em diversos materiais distintos, e cada um deles oferece proteção para uma série de riscos do ambiente de trabalho. Isso quer dizer que, na hora de comprar esse EPI, a primeira preocupação deve ser com os riscos apresentados no ambiente de trabalho.

As luvas usadas no caso de risco de contaminação química, por exemplo, são diferentes daquelas usadas para proteger contra itens cortantes. Levar em consideração o tipo de risco a que o seu colaborador está submetido ajudará a filtrar entre as luvas do mercado e identificar aquelas que melhor atendem a sua demanda.

Considere o tamanho do EPI

Luvas de segurança são EPIs personalizados, ou seja, que vêm em mais de um tamanho e formato para poder atender ao máximo de usuários possíveis. Por isso, é fundamental identificar o tamanho certo desse equipamento de proteção individual na hora de comprá-lo.

Para que uma luva de segurança possa realmente proteger seu colaborador ela não pode deixar nenhuma sobra na ponta dos dedos, deve ser compatível com as medidas da mão do trabalhador e não deve ser esticada ou apertada demais. Isso trará mais conforto para a sua utilização e, consequentemente, fará com que os seus colaboradores consigam utilizar a luva nas tarefas para que elas são recomendadas.

Escolha entre descartável ou reutilizável

Há ainda outro ponto a que se considerar no uso de luvas de segurança. Existem no mercado tanto modelos descartáveis quanto modelos reutilizáveis. Em geral, a modalidade de luva vai indicar se ela pode ser utilizada em mais de uma ocasião.

As luvas cirúrgicas, por exemplo, deverão sempre ser descartadas após um único uso. Já as luvas resistentes ao corte podem ser utilizadas mais de uma vez, desde que não apresentem furos, falhas, odores ou outros defeitos no tecido e/ou outros fatores ligados ao asseio, que possam colocar em risco ocupacional o seu colaborador e/ou processo.

A Volk do Brasil é uma empresa especializada na criação de EPIs de ponta para ajudar a proteger os seus colaboradores dos mais diversos riscos ocupacionais. Entre as categorias nas quais atuamos estão a de luvas de segurança, em que produzimos diversos modelos, cada um apto a protegê-lo de determinados riscos.

Gostou de conhecer mais sobre a evolução das luvas de segurança e como chegamos nos modelos que existem hoje? Confira os produtos Volk do Brasil que fazem parte dessa categoria!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se para receber notícias sobre Segurança e Saúde no Trabalho.
É GRÁTIS!

Mais Posts