Luva para alta temperatura: saiba como se proteger com eficiência!

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Que tal ouvir este artigo? Experimente no player abaixo.

 

Luva para alta temperatura: qual a função desse EPI e por que ele consegue proteger as suas mãos mesmo em temperaturas elevadas? A luva térmica, ou luva para alta temperatura, é um dos equipamentos de proteção individual fundamentais para garantir a segurança física dos colaboradores de uma empresa.

Esse tipo de luva, como o nome sugere, é capaz de proteger contra a exposição a temperaturas extremas e é muito utilizado em vários ambientes de trabalho, desde as siderúrgicas e metalúrgicas até as cozinhas industriais.

Conheça melhor esse EPI, as regras que determinam que ele é seguro e os segmentos que mais se utilizam dele em nosso artigo de hoje!

O que é luva para alta temperatura?

Chamamos de luva para alta temperatura o equipamento de proteção manual que ajuda a evitar acidentes térmicos. Luvas quente e frio, luvas de látex com proteção térmica, luvas de raspa e luvas em para-amida são todos materiais que têm essa mesma propriedade. O uso de cada tipo de luva para alta temperatura varia, é claro, de acordo com a atividade exercida pelo usuário.

As luvas de alta temperatura são EPIs e, portanto, seguem as regras da Norma Regulamentadora 6, necessitando, inclusive, de Certificado de Aprovação para serem comercializadas.

Como a luva para alta temperatura funciona?

A luva de alta temperatura cria uma camada de proteção entre a mão do trabalhador e o fator de risco de acidente de trabalho, que pode ser o calor da atividade com solda, por exemplo. Os materiais de que são feitas, como a vaqueta, garantem segurança no contato com o calor.

Quais são os tipos de luva para alta temperatura?

A seguir, elencamos alguns dos materiais utilizados para confeccionar luvas de alta temperatura e as propriedades de cada um deles.

Kevlar®

O Kevlar®, material conhecido pela sua resistência contra cortes, é também, frequentemente utilizado em luvas de alta temperatura. Oferecendo resistência térmica de até 250°C, é um EPI mais bem utilizado quando, além desse risco, há o manuseio de peças cortantes.

Por isso, essas são as luvas escolhidas como equipamento de proteção individual nas linhas de montagem do mercado automotivo. Ideais também para o manuseio de peças pequenas, oferecem bastante destreza e conforto.

Silicone

O silicone térmico é outro material utilizado na confecção de luvas de proteção a alta temperatura. Utilizado com frequência na indústria alimentícia, ele oferece proteção contra até 500ºC, além de ser impermeável.

As indústrias que mais utilizam esse EPI são as cozinhas industriais, as lavanderias industriais e todo trabalho em que há contato com vapor de água quente, como autoclave.

Grafeno

O grafeno é outro dos materiais utilizados nas luvas de proteção contra alta temperatura. O material oferece excelente destreza para o utilizador, além de ser resistente à tração e impermeável. Com proteção a temperaturas de até 100°C, é ideal para setores de montagem e manutenção de equipamentos.

Suporte têxtil com revestimento em látex

Luvas suportadas com revestimento em látex também são opções utilizadas para proteger as mãos. Com proteção térmica de até 350ºC, dependendo do modelo, proporcionam proteção mecânica e oferece excelente aderência tanto para o contato com peças secas, quanto para o contato com peças úmidas.

É muito utilizado nos segmentos automotivos, nas cozinhas industriais e onde há risco simples de alta temperatura ou risco combinado, como alta temperatura e baixa aderência.

Como escolher uma luva para alta temperatura?

Agora que você já sabe tudo sobre o funcionamento da luva para alta temperatura, é hora de aprender a escolher esse EPI para os seus colaboradores. Veja o que levar em consideração na hora de tomar a decisão.

Conforto do EPI

Assim como outros equipamentos de proteção individual, é fundamental que as luvas para alta temperatura sejam confortáveis para o utilizador. Por isso, averiguar a ergonomia do equipamento é um dos primeiros passos para garantir que ele é seguro para os seus usuários.

Um equipamento confortável será mais utilizado do que aquele que provoca desconforto durante a sua utilização. Portanto, ele estará apto para aumentar a segurança no ambiente de trabalho com mais eficácia.

A luva deve ser compatível com o tamanho da mão do utilizador e o tipo de uso que ele faz dela, ou seja, a função que exerce na empresa.

Segurança do EPI

O segundo ponto importante é saber se as luvas escolhidas como equipamento de proteção individual são realmente capazes de impedir acidentes na sua empresa. Para determinar isso, será preciso fazer uma análise de risco e avaliar a que temperaturas os seus colaboradores estão submetidos.

A luva deve ser correspondente aos níveis de temperatura encontrados no ambiente de trabalho. Fique atento também para os materiais de que elas são feitas e se eles não são incompatíveis com outros equipamentos utilizados no dia a dia, podendo causar algum tipo de reação prejudicial à saúde.

Durabilidade do EPI

Outro critério para a escolha de luva para alta temperatura é a durabilidade do equipamento. No geral, um EPI durável terá um custo inicial um pouco mais elevado do que aquele de menor durabilidade, oferecendo ganho para a empresa no longo prazo.

Como as luvas de alta temperatura não são equipamentos de utilização única, ou descartáveis, elas devem ser de boa qualidade para durarem por tanto tempo quanto possível nas mãos dos seus utilizadores.

Certificado de aprovação (CA)

As luvas de proteção térmica são equipamentos de proteção individual, ou seja, precisam ser avaliados pelos órgãos competentes para atestar a sua funcionalidade. Por isso, antes de adquirir o equipamento, será necessário averiguar se está tudo certo com o Certificado de Aprovação dele.

O Certificado de Aprovação é um documento importante na compra de EPI e deve ser arquivado e apresentado pelos técnicos de Segurança do Trabalho no caso de uma inspeção.

Que segmentos mais utilizam esse EPI?

Os segmentos abaixo são os que mais utilizam as luvas para alta temperatura:

  • automotivo;
  • cozinha industrial;
  • construção civil;
  • vidraçaria;
  • logística; e
  • térmico.

A luva para alta temperatura é um EPI fundamental nos ambientes de trabalho em que há contato com o calor intenso. Escolher o equipamento adequado é necessário para obter sucesso na aplicação desse EPI no dia a dia, por isso, contar com a ajuda do técnico de Segurança do Trabalho e de uma orientação da sua revenda de EPI vai fazer toda a diferença na escolha.

E aí, gostou de conhecer um pouco mais sobre a luva para alta temperatura? Então, não se esqueça de conferir os produtos da Volk do Brasil que se encaixam nessa categoria!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se para receber notícias sobre Segurança e Saúde no Trabalho.
É GRÁTIS!

Mais Posts