Afinal, o que é compliance da segurança e saúde do trabalho?

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Que tal ouvir este artigo? Experimente no player abaixo.


A falha na avaliação dos riscos inerentes às funções exercidas no ambiente organizacional, a ineficiência das ações propostas para manter um ambiente laboral seguro e a ausência de adequação às normas regulamentadoras levam às ocorrências de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. Tudo isso poderia ser evitado por meio da instituição de um compliance da Segurança e Saúde do Trabalho (SST) eficiente.

Isso porque a correta aplicação das regras que versam sobre esses aspectos nas empresas pode contribuir de forma significativa para o impedimento de eventos necessários. Além disso, minimizar os seus impactos, sejam eles sociais, sejam econômicos e ambientais.

Então, elaboramos este artigo para mostrar a importância do compliance e de que forma pode ser aplicado na organização. Confira!

Qual é a importância do compliance da Segurança e Saúde do Trabalho?

A implementação de um processo de compliance da Segurança e Saúde do Trabalho possibilita a auditoria, a supervisão e a transparência da gestão de riscos ocupacionais. Também, a instituição do Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR), o monitoramento das medidas de controle interno dos graus de exposição e a verificação da conformidade dos fatores estimulados nas NRs e demais leis.

A cultura de compliance é estabelecida pela capacidade de a companhia atender às normas e legislações que envolvem o processo de gestão da segurança e saúde do trabalho. Isso ocorre pelo fato de que a criação de um ambiente laboral mais saudável, seguro e com condições dignas requer o esforço de todos os níveis hierárquicos, desde direção até os colaboradores, além de investimento das práticas de SST e o conhecimento dos aspectos legais.

Sendo assim, o compliance da Segurança e Saúde do Trabalho precisa levar em conta a investigação dos acidentes de trabalho, a inserção de programas de auditoria e o acompanhamento dos índices de riscos ocupacionais e acidentes. É uma atividade que engloba novos modelos de gestão da SST e a capacitação dos profissionais envolvidos. Veja, a seguir, seus principais benefícios!

Aumento da produtividade dos trabalhadores

A diminuição do número de acidentes e doenças ocupacionais proporciona a melhoria da produtividade. Essa vantagem decorre do menor tempo de interrupção do trabalho, considerando que presenteísmo, absenteísmo e concessão de licenças geram prejuízos à organização.

Minimização de custos

A análise das medidas da segurança e saúde do trabalho causam impactos nos custos no negócio, já que provocam efeitos a longo prazo, de maneira contínua. Essa redução pode ser observada das seguintes formas:

  • diminuição do tempo de parada da produção;
  • queda da apresentação de licenças médicas e indenizações decorrentes de acidentes e doenças laborais;
  • redução da taxa de sinistralidade do plano de saúde.

Promoção da responsabilidade social

A responsabilidade social das empresas é representada pela adoção voluntária de ações e posturas em prol do bem-estar dos integrantes da equipe, tendo em vista que é isso que as organizações adquirem quanto se preocupam com a segurança e a saúde dos colaboradores. Além disso, são implementados comportamentos mais sustentáveis, que ocasionam uma cultura positiva, em que os efeitos são percebidos dentro e fora do ambiente organizacional.

Melhora da imagem da organização

O compliance da segurança e saúde do trabalho também contribui para a reputação da empresa perante clientes, parceiros, outros profissionais e mercado em geral. Esse cuidado eleva a motivação e o engajamento do time.

O resultado é a obtenção de um clima organizacional mais seguro e capaz de promover o bem-estar e a qualidade de vida para todos. Esse é um aspecto relevante e que favorece a reputação da marca, o que aumenta as chances de se tornar uma autoridade no ramo de atuação.

Todos os benefícios podem ser observados à medida em que níveis mais elevados da SST vão sendo alcançados, com a eliminação de acidentes de trabalho, a redução dos afastamentos por doenças ocupacionais e a diminuição da necessidade de fiscalização. Por consequência, há o aumento da satisfação dos funcionários ao exercerem suas atividades.

Como aplicar o compliance da Segurança e Saúde do Trabalho?

Alguns cuidados podem ser empregados como forma de realizar compliance da Segurança e Saúde do Trabalho com efetividade. Veja quais são!

Verificação das adequações às leis

Em relação à segurança do trabalho, o compliance corresponde à análise do cumprimento dos requisitos legais, com o intuito de prevenir os fatos que podem prejudicar os colaboradores e terceiros, além de evitar punições por parte da fiscalização, como multas e condenações no judiciário.

Atuação na prevenção de riscos

Entre os pilares do compliance está a prevenção, em que a empresa precisa atuar com a finalidade de reduzir as chances de erros. Pode ser feita de muitas maneiras, por exemplo, intensificar treinamentos, fortalecer a comunicação, definir controles, estipular e aplicar políticas, entre outros.

As práticas de compliance agem em conjunto com a gestão de risco. A ideia é otimizar as estratégias, antecipar problemas e integrar setores, já que se busca atuar por meio de uma perspectiva mais ampla.

Desenvolvimento de políticas de segurança do trabalho

Para que as organizações estejam em compliance, é necessário criar políticas, programas e métodos que ajam diretamente na compreensão dos riscos e perigos das operações, assim como administrar os riscos da empresa e práticas ligadas aos requisitos legais.

Para isso, é importante que os responsáveis pelas práticas de saúde e segurança do trabalho usem esses conceitos fundamentais em programas corporativos, legislações trabalhista e previdenciária, políticas de governança, normas ISO ou equivalentes, indicadores de SST, cultura organizacional e demais.

Também, é preciso utilizar os valores da organização, ética corporativa e ações preventivas com base nas leis vigentes e gestão de pessoas. Dessa forma, é possível contribuir para o fortalecimento da gestão de riscos na companhia.

Criação de código de conduta

Outras medidas de compliance que auxiliam para a SST têm como base a elaboração de um código de conduta comportamental. O documento define os parâmetros de condutas impostos ela organização, assim como os comportamentos considerados como intoleráveis e as penalidades aplicáveis, no caso de descumprimento da política interna da empresa.

Como pode perceber, a prática de compliance da Segurança e Saúde do Trabalho é fundamental para a satisfação da equipe de trabalho, bem como para a imagem e reputação da companhia. Sendo assim, não deixe de colocar as dicas em prática para conquistar todos os benefícios e alcançar melhores resultados para todas as partes.

Este artigo esclareceu suas dúvidas? Então, deixe seu comentário aqui e compartilhe com a gente a sua opinião sobre o assunto!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se para receber notícias sobre Segurança e Saúde no Trabalho.
É GRÁTIS!

Mais Posts