Como realizar a higienização de EPIs? Confira!

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Para que os equipamentos de proteção individual (EPIs) consigam cumprir com suas finalidades, é fundamental que alguns critérios sejam respeitados. Entre eles, está a higienização de EPIs.

Isso porque manter os itens limpos é fundamental para que haja a segurança no ambiente laboral, além de conseguir conservá-los para que tenham uma boa durabilidade. Assim, é possível garantir a saúde, a integridade física e o bem-estar dos integrantes da equipe.

Mas você sabe qual é a importância da higienização de EPIs e como realizá-la adequadamente? Preparamos este conteúdo para esclarecer suas dúvidas. Confira!

Qual a importância da higienização de EPIs?

As práticas de higienização de EPIs são previstas por normas. No entanto, além de evitar ações trabalhistas, é um cuidado necessário para prolongar a vida útil dos dispositivos, e assegurar a proteção dos colaboradores. Afinal, furos, rasgos e sujeiras podem causar riscos. Entre os principais aspectos a serem apontados, estão:

  • atendimento às normas reguladoras;
  • controle de qualidade;
  • segurança do trabalho;
  • controle de contaminação e agentes infecciosos etc.

Assim, empresas e empregados saem ganhando. O time se mantém saudável, as diretrizes são cumpridas, as contaminações são evitadas e a qualidade do produto é assegurada.

Como fazer a higienização de EPIs corretamente?

Tanto a organização quanto os funcionários são responsáveis pela higienização de EPIs. Nesse caso, a empresa tem a obrigação de disponibilizar os itens apropriados para cada função cumprida pelos empregados, bem como as devidas informações a respeito da conservação dos equipamento.

Já os colaboradores devem realizar a higienização de forma periódica e cumprir com as demais orientações. Outra questão é a exigência de a companhia substituir os EPIs, caso apresentem desgastes e coloquem em risco a segurança dos trabalhadores. A seguir, confira algumas dicas de como realizar a higienização dos equipamentos de proteção individual.

Verifique as condições do ambiente

É importante fazer uma inspeção no local em que a limpeza dos EPIs será feita. Dessa forma, a primeira medida é estabelecer um lugar adequado para receber, conferir, higienizar e secar os equipamentos.

Outra ação é prezar pelo comportamento dos funcionários nos ambientes que requerem a utilização dos dispositivos. Eles devem evitar tocar em materiais e superfícies que não estejam sendo diretamente usados e, assim, impedir que haja a transferência de agentes infecciosos.

Capacite os responsáveis

A capacitação dos trabalhadores que fazem a higienização de EPIs é obrigatória, já que isso vai evitar problemas como o contato excessivo com produtos e superfícies contaminadas durante a tarefa.

Também, o colaborador deverá retirar acessórios que estiver utilizando, como relógios, anéis, pulseiras e demais. Antes de vestir os EPIs para fazer a limpeza, será preciso lavar bem as mãos.

Após esse cuidado, o funcionário deve vestir os dispositivos adequados conforme a recomendação da empresa, levando em conta os riscos envolvidos na higienização de EPIs aplicada no local.

Inicie o processo de higienização

Realizada toda a etapa de preparação, chegou o momento de começar a higienização. Um ponto muito importante é seguir as recomendações dos fabricantes dos equipamentos quanto à limpeza, tendo em vista que as práticas vão variar, conforme a marca e o material dos produtos.

Nos casos em que houver resíduos nos equipamentos, retire e faça o descarte de maneira correta. Após, inicie o processo de passar o produto, que pode ser água e sabão ou detergente neutro, por exemplo

Produtos de limpeza que podem conter substâncias corrosivas não são os mais apropriados para essa finalidade, pois podem comprometer a estrutura do equipamento. Alguns EPIs deverão ser submetidos à imersão para que a limpeza seja realizada de forma efetiva.

Depois de fazer a lavagem com atenção às instruções, o enxágue é feito com água limpa ou pano úmido. Já no caso da secagem, você pode usar um pano limpo ou deixar o item em um local arejado para que a água evapore completamente.

Desmonte os itens

Itens como máscaras de proteção, capacete, entre outros, precisam ser desmontados para garantir que tudo seja higienizado de forma correta. Por esse motivo, remova as estruturas extras e limpe tudo com muito cuidado.

Tenha atenção aos EPIs que não podem ser lavados

Existem alguns dispositivos que são fabricados com materiais que não podem ser lavados com muita frequência, por exemplo, o couro. Nesse tipo de situação, a limpeza continua sendo necessária, no entanto, deve ser realizada com o auxílio de um pano úmido.

Uma higienização mais complexa, com água, sabão ou detergente neutro, deve ser feita ocasionalmente.

Tenha cuidado na hora de secar

Os itens que foram lavados na água corrente, bem como os que foram higienizados com pano úmido, devem ser colocados para secar na sombra, em um local devidamente ventilado. Isso porque a exposição aos sol pode afetar a integridade do dispositivo, ao mesmo tempo em que ambientes fechados podem viabilizar a formação de mofo e fungos.

Guarde em local apropriado

Depois que os equipamentos de proteção individual forem higienizados, é importante guardá-los em lugar apropriado. É necessário que o item esteja em local protegido de agentes que podem afetar a sua integridade, por exemplo, umidade, objetos cortantes e calor excessivo.

Observe os equipamentos que exigem produtos específicos

Existem alguns EPIs que podem necessitar de produtos determinados na hora da limpeza, cuja recomendação deve vir do fabricante. Sendo assim, é importante sempre ter atenção a essa questão, e fazer uma verificação quando for limpar os itens.

Como pode perceber, a higienização de EPIs é um processo relevante quanto o assunto é manter os itens em perfeito estado de conservação. Dessa forma, garante que cumpram o seu papel, que é o de proteger os integrantes da equipe de agentes que possam gerar riscos no exercício de suas atividades.

O ideal é colocar as dicas apresentadas em prática para assegurar que a limpeza seja feita corretamente, promover a conscientização dos colaboradores e, a partir disso, criar um ambiente laboral seguro e saudável.

Este artigo foi interessante para você? Então, aproveite a sua visita ao blog para assinar a nossa newsletter. Assim, vai poder receber informações interessantes e atuais sobre vários assuntos referentes à saúde e segurança do trabalhador, diretamente em sua caixa de e-mail!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se para receber notícias sobre Segurança e Saúde no Trabalho.
É GRÁTIS!

Mais Posts