Imagem: Logo Volk do Brasil
Publicado em 02/12/2019

EPI para trabalhador rural: conheça os equipamentos obrigatórios


EPI para trabalhador rural: quais são os equipamentos mais importantes e por que deve ser utilizado? Você já deve ter observado que nas indústrias é muito comum o uso de equipamento de proteção individual. Eles ajudam a garantir a segurança dos colaboradores e a capacidade deles de cumprirem suas tarefas sem sofrerem danos à saúde. Porém, no trabalho rural também é necessário ter os mesmos cuidados. É isso que indica a NR31.

A NR31 é a norma governamental que regula que tipo de dispositivos de segurança devem ser oferecidos e quais as condições de higiene, conforto e adequação para que os trabalhadores do campo tenham sucesso em suas tarefas. No artigo de hoje, exploramos alguns dos EPI's que a NR31 considera em seu texto e descobrimos a função de cada um deles. Confira!

Qual o EPI para trabalhador rural?

Vários equipamentos de proteção individual são utilizados no dia a dia do trabalho agrícola. Luvas de segurança, calçados de proteção e máscara são apenas alguns daqueles que você pode esperar encontrar nas fazendas sendo oferecidos aos colaboradores. 

Nos tópicos abaixo, conferimos quais são esses equipamentos e que tipo de proteção eles oferecem para os trabalhadores. 

Luvas de segurança

As luvas são um EPI para trabalhador rural essencial e cumprem múltiplas funções. Ao mesmo tempo que protegem a mão do funcionário contra cortes e perfurações, elas também evitam que ele entre em contato direto com químicos como os agrotóxicos. Por isso, há muitas luvas diferentes no mercado e elas oferecem níveis de proteção distintos para quem as veste.

As luvas devem ser escolhidas para proporcionar o máximo de conforto para o utilizador. Por isso, elas não podem prejudicar a capacidade de movimento dele e devem ser compradas no tamanho certo para que não saiam das mãos durante a utilização ou escorreguem enquanto ele carrega um objeto cortante ou perfurante.

Calçados de proteção

Muitas profissões exigem que os colaboradores trabalhem equipados com calçados especiais. Esse é um dos EPI's para trabalho rural mais populares e presentes no dia a dia dos trabalhadores. 

Há calçados de segurança feitos com os mais diversos materiais, como as botas de PVC, as botinas de segurança e os sapatos de segurança, e cada um é mais apropriado para uma atividade em particular. No campo são sempre utilizadas botinas de PVC por sua característica impermeável.

Elas evitam que o colaborador entre em contato direto com o solo, evitando a contaminação dos pés e outros possíveis riscos, como cortes e perfurações. 

Perneiras

As perneiras são itens complementares aos calçados de proteção e servem para adicionar uma camada extra de segurança para quem trabalha em atividades mais arriscadas. Muito utilizadas por aqueles que cortam árvores, as perneiras evitam que facas, facões ou serras causem cortes ou escoriações nas pernas dos profissionais.

Há dois materiais muito utilizados no mercado para confecção das perneiras: a raspa e o bidim (um material sintético combinado com talas de aço ou de PVC).

Máscaras protetoras

Quem trabalha no campo sabe quão comum é entrar em contato com poluentes e contaminantes que não podem ser vistos a olho nu. A aplicação de agrotóxicos, por exemplo, emite uma porção de partículas no ar que, quando inaladas, são a origem de muitos problemas de saúde. Por isso, é comum utilizar no trabalho rural as máscaras.

Porque evitam a absorção de micropoluentes elas são capazes de impedir que ocorram irritações no sistema respiratório, indisposições e outros muitos problemas de saúde que a contaminação direta por agrotóxicos pode causar. Há muitos modelos de máscara no mercado, entre descartáveis e não-descartáveis. 

As máscaras podem ser equipadas com filtros diferentes para proteger o colaborador em situações específicas. Filtros químicos, filtros multigases e filtros de gases ácidos são alguns dos mais comuns. Elas também podem cobrir o rosto parcialmente, como é mais comum no caso das máscaras descartáveis, ou completamente. As máscaras faciais inteiras, além de protegerem a região da boca e do nariz também são capazes de evitar o contato desses micropoluentes com os olhos.

Protetor auricular

Todo trabalho em ambiente no qual o funcionário está submetido a ruído excessivo e constante deve oferecer como um de seus EPI's o protetor auricular. No campo, ao operar carros agrícolas, motosserras e máquinas de moagem esse equipamento de proteção individual torna-se imprescindível.

Há muitos tipos de protetores auriculares, como aqueles que se parecem com um tampão e são colocados dentro da orelha e os projetados no formato concha, que cobrem todo o ouvido. A escolha por um ou outro dependerá do nível de ruído detectado no ambiente de trabalho e do conforto do usuário com cada um desses materiais.

Capacetes

Os capacetes são EPI's para trabalho rural que são utilizados apenas em atividades muito específicas, como a operação de tratores e roçadeiras e o corte de árvores. Eles servem para evitar que qualquer queda do profissional resulte em dano cerebral e também protegem contra o impacto de objetos que podem atingi-lo na cabeça. Há classes diferentes de capacetes e elas oferecem benefícios distintos.

Há aqueles que protegem contra danos elétricos, por exemplo, e os que oferecem apenas amortecimento. Verifique as condições de trabalho dos profissionais para determinar qual o tipo correto de proteção.

Óculos de proteção

Os óculos de proteção são equipamentos indicados para evitar o contato de partículas com os olhos. Eles podem oferecer proteção física ou química, dependendo do material em que são fabricados. São indicados para algumas das atividades realizadas no trabalho rural, como a aplicação de agrotóxicos.

Os óculos podem ser combinados com máscaras ou estarem integrados a essa peça para maior conforto do usuário.

Utilizar os equipamentos de proteção individual corretos é fundamental para garantir a segurança do trabalhador rural. Por isso, consulte o seu fornecedor de EPI ou um profissional de segurança do trabalho para ajudá-lo a determinar os principais riscos no trabalho agrícola e quais equipamentos são necessários para proteger cada um de seus trabalhadores.

Os EPI's devem ser sempre adequados à função de cada profissional e precisam ser de uso individual, ou seja, não devem ser compartilhados. Invista em bons equipamentos e eduque seus colaboradores sobre como preservá-los, com a limpeza e o armazenamento adequado de EPI para maximizar a durabilidade dos materiais e garantir bom retorno sobre seus investimentos.

E aí, gostou de conhecer os principais tipos de EPI para trabalhador rural e quer se inteirar mais sobre o assunto? Baixe gratuitamente o nosso e-book sobre os EPI's indicados para o setor agrícola.


Últimos posts