Ergonomia organizacional: o que é, importância e como aplicar!

ergonomia organizacional

Compartilhe este post

É fundamental que as empresas implementem estratégias eficientes como forma de garantir a saúde, a segurança e o bem-estar dos seus colaboradores, prevenindo os riscos de doenças e acidentes.

Para isso, é preciso prezar a ergonomia organizacional, já que por meio dela é possível analisar o ambiente profissional e implementar as melhores práticas.

Quer entender o que é esse conceito, seus benefícios e como aplicá-lo? Então, continue a sua leitura!

O que é ergonomia organizacional e como ela funciona?

Também chamada de ergonomia operacional, a ergonomia organizacional tem como fundamento a avaliação e a implementação de mudanças nos sistemas, políticas e processos da empresa, com a finalidade de promover a segurança e a saúde para os trabalhadores.

Por meio dela, são desenvolvidas práticas com a finalidade de gerar produtividade, mas sem afetar a qualidade de vida e o bem-estar dos integrantes da equipe.

Qual é a importância da ergonomia organizacional?

Investir na ergonomia organizacional pode gerar uma série de benefícios tanto para os trabalhadores quanto para a empresa. Veja os principais!

Motivação e engajamento do time

Ter processos que prezem a saúde aumenta a motivação dos membros do time. Isso porque os funcionários se sentirão valorizados, o que vai torná-los mais estimulados a alcançar os objetivos e metas propostos pela organização.

Clima laboral favorável

Ao adotar medidas de prevenção contra os riscos de acidentes e doenças ocupacionais, os profissionais costumam apresentar menos problemas de estresse e ansiedade decorrentes da execução de suas funções. Assim, os trabalhadores conseguem se relacionar melhor com líderes e demais colegas de trabalho,

Isso ocasiona um ambiente de trabalho mais saudável e com uma produtividade mais fluida. As cobranças também tendem a diminuir, de forma que o local fique mais leve.

Produtividade

Um ambiente saudável e motivador possibilita que os colaboradores estejam mais dispostos a desenvolverem seu trabalho, o que também melhora a qualidade do serviço.

Redução dos riscos de acidentes e doenças ocupacionais

Entre as principais finalidades da ergonomia organizacional está a de promover um ambiente onde os riscos de acidentes e doenças ocupacionais sejam reduzidos. Para isso, é possível contar com vários mecanismos a fim de adaptar o local e assegurar a minimização de doenças e demais problemas relacionados.

Diminuição da taxa de atrasos e faltas

A adoção da ergonomia organizacional também contribui para a redução da taxa de atrasos e faltas. Afinal, os funcionários se sentem menos esgotados em suas tarefas, conseguindo cumprir melhor os horários definidos.

Esse cuidado também influencia na queda significativa do índice de absenteísmo da empresa, tendo em vista que ela contará com trabalhadores saudáveis, que não tenham a necessidade de realizar consultas médicas frequentes ou de tirar licenças para cuidar da saúde.

Qualidade de vida

Todos os benefícios geram impactos positivos e diretos no ambiente de trabalho e, consequentemente, na qualidade de vida dos funcionários da empresa. Além disso, ajudam na diminuição de riscos e problemas no ambiente laboral que atingem a saúde física e mental.

Como promover a ergonomia organizacional no trabalho?

Confira agora o que você pode fazer para aplicar a ergonomia organizacional no ambiente de trabalho.

Avalie as condições do ambiente

Para aplicar os melhores métodos possíveis, o adequado é fazer uma análise ergonômica no trabalho, com o intuito de verificar e detalhar todos os riscos que estão presentes na empresa.

Com isso, fica mais fácil identificar as condições e os impactos no dia a dia de trabalho e nas atividades executadas pelos profissionais. No entanto, para que seja realizada de maneira correta e eficiente, é fundamental que os critérios definidos na NR 17 sejam respeitados.

Invista na ginástica laboral

É comum que os profissionais fiquem parados na mesma posição por várias horas para desenvolver algumas atividades. No entanto, isso pode afetá-los de forma bastante negativa. Por esse motivo, o ideal é que os funcionários troquem de posição e se movimentem com frequência.

Uma boa alternativa é investir na ginástica laboral, que consiste na realização de exercícios de alongamento e relaxamento para o corpo. Ela pode ser feita em momentos estratégicos, por exemplo, nas pausas do meio dos turnos.

Esteja atento ao mobiliário

No caso do mobiliário, é essencial selecionar cuidadosamente os móveis, garantindo que sejam adaptáveis ao trabalho de cada colaborador e à sua posição durante as atividades. É indispensável proporcionar conforto e promover uma boa postura, incluindo elementos como visualização adequada do espaço, mobilidade, apoio para braços e pés, entre outros.

Por exemplo, se a pessoa trabalha sentada e em frente ao computador durante toda a sua jornada laboral, é necessário que ela conte com apoio para os braços e encosto apropriado.

Além disso, é fundamental que os itens sejam de alta qualidade e duráveis. Caso contrário, com o tempo e o uso contínuo, é possível que ocorra desgaste, o que pode comprometer o conforto e outros aspectos essenciais para manter a ergonomia adequada.

Observe a jornada de trabalho

A jornada de trabalho dos profissionais deve ser estabelecida de maneira que não seja preciso fazer horas extras com frequência. Também é importante que os funcionários tenham tempo suficiente para o devido descanso.

Dessa forma, é fundamental ter atenção a esse ponto, para não sobrecarregar os trabalhadores com excessos na jornada de trabalho, além de monitorar se as pausas estão sendo realizadas devidamente.

Envolva e conscientize a equipe

Os funcionários precisam fazer parte das mudanças promovidas pela ergonomia organizacional. Para isso, eles podem ajudar no levantamento de dados sobre os riscos que afetam a saúde e a segurança de todos na rotina de trabalho.

Depois que as melhores práticas forem implementadas, é crucial conscientizá-los em relação à ergonomia. Aqui, uma opção é oferecer treinamentos a respeito das consequências da falta de ergonomia, bem como orientações. É possível fornecer dicas sobre a postura ideal para ficar na frente do computador, para carregar itens pesados, importância de realizar pausas etc.

Agora que você já sabe o que é ergonomia organizacional e sua importância, não deixe de colocar as medidas apresentadas em prática a fim de promover um ambiente seguro e saudável para todos.

Conseguiu esclarecer as suas dúvidas com este artigo? Então, deixe o seu comentário aqui e compartilhe com a gente a sua opinião e experiência sobre o assunto!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se para receber notícias sobre Segurança e Saúde no Trabalho.
É GRÁTIS!

Mais Posts