Política dos 5 Rs: qual a sua importância para reduzir resíduos?

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A sustentabilidade já faz parte de uma preocupação necessária na maioria dos negócios, que precisam aliar sua produção e entrega com alternativas e estratégias que reduzam os impactos negativos no meio ambiente. Uma dessas estratégias é a política dos 5 Rs da sustentabilidade: repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar. Idealizada pela ativista ambiental Bea Johnson e popularizada por meio do seu livro “Zero Waste Home”, a política dos 5 Rs tem sido adotada por diversas empresas e já tem gerado benefícios.

Neste artigo, você vai entender melhor o que é sustentabilidade e aprender sobre a política dos 5 Rs, além de como aplicá-la na sua empresa, a fim de obter maior eficácia, produtividade e economia de recursos.

Acompanhe a leitura!

Conceito de sustentabilidade

A sustentabilidade está diretamente ligada à ideia do suprimento das necessidades da sociedade no presente, sem afetar ou comprometer o suprimento das necessidades das gerações futuras. Assim, o desenvolvimento sustentável busca o crescimento usando soluções que minimizem os danos ambientais gerados pela extração de recursos, a fim de preservar o meio ambiente a longo prazo, evitando o esgotamento das riquezas naturais.

No meio industrial, é ainda mais importante a preocupação em adotar iniciativas sustentáveis, devido aos inúmeros agentes poluentes e a geração de resíduos de produção. Assim, a política dos 5 Rs da sustentabilidade tem um forte impacto positivo, como veremos a seguir.

Política dos 5 Rs

A ideia por detrás da política dos 5 Rs coloca o foco desde o primeiro passo, que é repensar os hábitos de consumo, em vez de focar apenas na reciclagem. Os 5 Rs têm um impacto sobre toda a cadeia de consumo e cada etapa está conectada à outra, englobando os passos que você verá a seguir.

1. Repensar

O primeiro passo da política dos 5 Rs da sustentabilidade consiste em repensar e refletir sobre os hábitos de consumo. Muitas vezes, o desejo por determinado produto leva a um consumo desenfreado e irrefletido, que acaba por gerar acúmulo de resíduos e consequências para o meio ambiente. Ao repensar sobre a real necessidade na hora de adquirir um produto, o indivíduo tem a oportunidade de reduzir não só os gastos, mas também o acúmulo de poluição e os impactos sobre o meio ambiente.

2. Recusar

A segunda etapa está relacionada a colocar em prática o primeiro passo: repensar os hábitos de consumo e recusar a aquisição de itens que não são necessários, desenvolvendo um senso crítico em relação ao que se consome. Esse passo também vale para uma avaliação racional das organizações das quais você consome, evitando aquelas que não expressam seu compromisso com a preservação de recursos ambientais e com a sustentabilidade.

3. Reduzir

O terceiro passo se relaciona tanto com o ato de repensar o consumo quanto de recusar excessos, de forma a reduzir gastos, compras desnecessárias e excesso de resíduos. Ao se perguntar “será que realmente preciso disso neste momento?”, o consumidor se acostuma a desenvolver uma relação mais inteligente com seus hábitos de compra.

Além disso, sempre temos itens que não são usados e que geram gastos, seja de tempo ou de recursos para sua manutenção. Nesse caso, a redução também envolve doar, vender e emprestar objetos, para evitar a compra de um item novo.

4. Reutilizar

Quem nunca aproveitou uma embalagem ou uma sacola de produto para usar em casa? Saiba que, longe de ser um hábito feio, na verdade, isso contribui para a limpeza do meio ambiente por meio da política de reutilização do produto. Em vez de comprar uma nova embalagem de sabonete líquido, por exemplo, que tal investir menos comprando um refil? No dia a dia, temos muitas oportunidades de reutilizar produtos não só nas comodidades, mas até mesmo na decoração.

5. Reciclar

A reutilização está ligada à reciclagem e pode dar uma cara totalmente nova a produtos que seriam jogados no lixo. Por meio da reciclagem é possível economizar recursos e diminuir a poluição, seja aproveitando utensílios em novas funções, seja aproveitando a matéria-prima para criar novos produtos.

Você sabia que é possível fazer inúmeros itens só usando garrafas pet recicladas? Desde luminárias, hortas verticais, camas para animais de estimação, porta-lápis e outros itens. A reciclagem permite um novo olhar para produtos que seriam descartados e que, sendo reaproveitados, podem gerar economia e até novos recursos.

Benefícios da política dos 5 Rs

Os benefícios da política dos 5 Rs são incontáveis, tendo grandes impactos não só no meio ambiente, como também na geração de renda e economia de recursos.

Veja, a seguir, alguns benefícios de colocar essa política em prática.

Redução da geração de resíduos

O primeiro benefício é inegável: a redução da geração de resíduos no meio ambiente. Se o indivíduo é criterioso ao adquirir bens de consumo, repensando se aquela ação é realmente necessária no momento, se recusando a comprar o que não precisa ou comprar de empresas descompromissadas com a sustentabilidade, certamente isso terá um impacto na redução de poluentes na natureza.

Melhor qualidade de vida

Quem consegue viver bem em um ambiente soterrado de itens sem uso? A sustentabilidade aliada ao minimalismo leva a uma maior qualidade de vida e a um ambiente limpo e funcional, onde há somente o que é necessário e realmente valioso. Essa filosofia certamente tem um impacto na qualidade de vida do indivíduo, que se vê menos estressado tentando encontrar objetos perdidos em meio a uma bagunça ou gastando com itens duplicados porque não encontrou o que procurava.

Melhora da imagem das organizações

O compromisso com a sustentabilidade é um fator que aumenta a credibilidade de qualquer organização. Isso torna claro para os clientes que a empresa se preocupa com seus recursos, empregando-os com consciência e sabedoria, fazendo um controle de qualidade de seus processos e buscando reduzir gargalos e desperdícios em seus processos de produção.

Diminuição do uso de energia não renovável

Outro benefício da adoção da política dos 5 Rs é a redução do consumo de energia não renovável. Ao conscientizar funcionários e equipe em relação à redução de consumo desnecessário de energia, de água e de papel, é possível diminuir muito o uso e os gastos com tais recursos. Nesse ponto, a tecnologia é uma grande aliada, seja com a digitalização de documentos, seja com a implementação de sensores que medem a necessidade do gasto de água e de energia no ambiente.

Como você viu, a política dos 5 Rs pode ser aplicada tanto individualmente quanto por empresas e indústrias, gerando benefícios não só para o meio ambiente, como para as organizações e também para os funcionários.

Você já colocou esses passos em prática na sua empresa? Deixe seu comentário e conte para a gente!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se para receber notícias sobre Segurança e Saúde no Trabalho.
É GRÁTIS!

Mais Posts