Confira os 7 principais riscos ocupacionais em salão de beleza

Compartilhe este post

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Você sabe quais são os principais riscos ocupacionais em salão de beleza? Diversos fatores podem contribuir para que os profissionais tenham sua saúde e sua integridade física afetadas, como os movimentos repetitivos, o barulho dos equipamentos utilizados, o contato com produtos químicos, muito tempo em pé e demais.

Por esse motivo, é necessário entender que os donos dos estabelecimentos precisam conhecer as normas de segurança e oferecer os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) adequados para a função exercida, protegendo toda a equipe.

Quer conhecer quais são esses riscos e como evitá-los? Então, continue a sua leitura!

1. Má postura

A postura da maioria dos profissionais do salão de beleza é inadequada, além de exigir movimentos repetitivos e esforços físicos, o que pode gerar lesão nas mãos e dores nas costas, na coluna, nos ombros e nas pernas, além de demais enfermidades que afetam nervos e músculos, como a tendinite.

Para resolver esse problema, algumas ações devem ser implementadas, como observar a ergonomia, fazer pausas para descanso, realizar alongamentos, manter os itens organizados, adotar um suporte para ajudar com o secador, posicionar os clientes de maneira correta para desenvolver a atividade etc.

2. Complicações respiratórias

Esse é um dos principais riscos encontrados nos salões de beleza, principalmente pelo fato de os funcionários manusearem frequentemente produtos químicos, como formol, tintura de cabelo, amoníaco, peróxido de hidrogênio, tolueno, ácido acético etc.

O contato direto com essas substâncias, bem como a inalação da fumaça gerada por algumas delas, pode levar a sérios problemas respiratórios, por exemplo, lesões, alergias, descamação na pele ou até mesmo câncer. Por esse motivo, diversas vezes, a utilização desses produtos por cabeleireiros se tornou objeto de vários debates. No entanto, vários locais continuam usando esses componentes perigosos.

Para evitar problemas e nocividade à saúde dos profissionais, é necessário que os colaboradores utilizem máscaras, luvas e aventais, além de manter o ambiente sempre bem ventilado e sempre consultar a quantidade de químicos encontrados em cada produto para tomar os devidos cuidados.

3. Alergias

As alergias, mais conhecidas como dermatites de contato, também ocorrem devido ao contato diário com produtos químicos e podem surgir logo após um único uso do composto ou pela utilização excessiva.

Entre suas principais consequências, estão a descamação da pele, coceiras, entre outros incômodos que, em casos mais sérios, impedem que o profissional exerça suas atividades. Nesse caso, os EPIs mais recomendados são as luvas, o óculos de proteção e o avental.

4. Exposição à radiação

Outra exposição comum no salão de beleza é a exposição à radiação emitida por alguns aparelhos muito usados nesse tipo de estabelecimento, como o laser empregado em certos tratamentos, as câmaras de bronzeamento, os esterilizadores, as estufas, a radiação infravermelha dos secadores de cabelo etc.

A exposição a esse agente pode gerar lesões nos olhos, danos à pele, queimaduras, alterações no sistema imunológico e demais ferimentos, por isso, o mais indicado é que os profissionais estejam cientes e treinados sobre os riscos provocados pelos equipamentos e sobre a importância de manuseá-los da forma adequada e com todo o cuidado e a atenção possíveis.

Além disso, itens, como máscara, óculos de segurança, avental e luva, devem ser usados como uma maneira preventiva de mitigar os perigos e danos.

5. Exposição ao ruído

Os ruídos também fazem parte dos salões de beleza, já que, dentro do ambiente, podem ser encontrados os sons de secadores, ar-condicionado, massageadores, aparelhos da podóloga, máquina de cortar cabelo, telefones, televisão, conversas de clientes etc. Isso pode gerar a perda da audição, que pode provocar alguns sintomas, como elevação da pressão sanguínea, ansiedade, aumento do ritmo cardíaco, irritabilidade e demais.

Por isso, é importante fazer a utilização do protetor auricular, limitar a exposição ao barulho em até 8 horas por dia, buscar a obtenção de equipamentos que emitam uma quantidade menor de decibéis e demais ações eficazes.

6. Riscos biológicos

Os riscos biológicos podem acometer qualquer profissional que trabalhe no salão de beleza, como cabeleireiro, manicure, podólogo, depilador, massagista e outros integrantes da equipe que possam ter contato físico com fluidos e sangue de pessoas portadoras de alguma enfermidade ou infecções de pele.

Por exemplo, no momento de fazer as unhas das mãos e pés das clientes, alguns instrumentos são usados e, caso não sejam higienizados e esterilizados da forma mais adequada, podem transmitir doenças sérias, como a hepatite B e C, alergias, fungos e micoses.

Da mesma forma, podem transmitir essas infecções caso as melhores práticas não sejam implementadas. Sendo assim, a higiene é o primeiro aspecto a ser considerado na prestação de serviços.

Para evitar qualquer tipo de contágio, é imprescindível o uso de EPIs, como luvas e máscaras, além de tomar alguns cuidados, como manter as mãos bem lavadas, não reutilizar os objetos, optando, sempre que possível, pelos descartáveis e utilizar a autoclave para fazer a esterilização.

7. Riscos de acidentes

Os acidentes são algo imprevisível, já que podem acontecer a qualquer hora e com qualquer pessoa. Por exemplo, existem problemas que podem surgir dentro do ambiente de trabalho, como no deslocamento de casa para o salão de beleza.

Entre as principais causas desses acidentes, estão: escadas, pisos escorregadios, fios desencapados, tapetes e outros objetos que podem gerar acidentes bastante graves. Nesse tipo de situação, mais que o uso do EPI, é necessário prezar pela organização do local, cuidar da manutenção de todas as instalações, colocar placas de aviso caso o chão esteja molhado, retirar os itens escorregadios etc.

Conseguiu entender quais são os principais riscos ocupacionais em salão de beleza? Identificar esses casos e buscar as principais estratégias para garantir a saúde e a segurança dos colaboradores é fundamental, seja por meio do fornecimento de EPI, seja tomando os cuidados necessários, entre outros.

São problemas sérios, que devem ser evitados, já que, além de provocarem danos ou até mesmo a morte de um funcionário, também comprometem a reputação do estabelecimento. Por isso, ao adquirir os equipamentos de proteção individual adequados aos serviços prestados, é preciso contar com um fornecedor qualificado e que tenha credibilidade no mercado, já que é primordial contar com itens de qualidade e que realmente proporcionem a segurança de todos os membros da equipe.

Gostou de conhecer os principais riscos ocupacionais em salão de beleza? Quer saber mais sobre os EPIs existentes? Então, acesse agora mesmo a nossa página e conheça as características e funções de alguns itens!

Inscreva-se em nossa Newsletter

Cadastre-se para receber notícias sobre Segurança e Saúde no Trabalho.
É GRÁTIS!

Mais Posts